Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

as velas

Quanto ao 19 de Abril, não sei ainda se vou estar em Lisboa (apesar de andar por lá num curso, continuo a viver e trabalhar em Coimbra e, no dia 21, tenho de estar na Covilhã). Se estiver, porém, garanto que irei ao Rossio.

Quando há sangue no passado, a tendência é para culpar o presente (porque o passado já lá foi). Posso dar dois exemplos, um mediático, outro pessoal. Primeiro: quando em 2000 se comemoraram os 500 anos do "achamento" do Brasil, achei correcta a lembrança da colonização violenta - detesto branqueamentos -, mas não pude suportar a condenação moral, per se, de Portugal e portugueses actuais. É que isso é, também, um branqueamento, neste caso, do presente, de modo a permitir a extensão de uma acusação quando o réu já morreu há muito. Que culpa tenho eu de um passado que não é meu? Não escolhi nascer português, não escolhi nascer homem, nem sequer escolhi nascer pessoa e, além do mais, tenho bem consciência dos crimes passados. Aquele é o mesmo mecanismo que liga automaticamente a ideia de "Alemanha" à de "Nazi". Ora (e este é o segundo caso), eu nunca conheci ninguém tão susceptível à mera pronúncia desta palavra como uma amiga minha, alemã, a quem não pude contar até ao fim um sketch do "Faulty Towers" em que o John Cleese gozava, nem sequer com os alemães, mas com o preconceito inglês contra os alemães.

Ir pôr uma vela no Rossio no dia 19, para mim, não tem nada de religioso: é uma declaração de que o meu passado é o de toda a humanidade, de que sou responsável só pelos meus erros e de que sou, apesar de tudo, tão dono da memória como outra pessoa qualquer. É o meu modo de dizer "eu comporto-me eticamente para evitar a estupidez humana que fez com que isto acontecesse há quinhentos anos e que agora faz acontecer outras frustrações". É, por fim, um ajuste de contas comigo mesmo, com todos os vivos e com todos os mortos.

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009