Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

os álbuns

A tabela de álbuns faz 50 anos e o Observer escolhe os 50 álbuns mais influentes de sempre. Peço desculpa: a não-inclusão de um álbum de Frank Zappa, qualquer que ele seja, é de lamentar. Não acham?

4 Comentários:

Blogger interventoria disse...

Apoiado. Uma referência inegável da música comtemporânea.

5:41:00 da manhã  
Blogger Mário Almeida disse...

Sem dúvida.

Mas também onde estão Sex Pistols ?
e os Doors ?
e os AC/DC ? ou Iron Maiden ?
e o Frank Sinatra ?
A lista é quase infindável ...

Mas o melhor são as Spice Girls a 21 ????
A lista não era sobre música ?
Se o argumento é o marketing, então não é o album em si, mas a própria banda, e nesse caso a lista seria completamente diferente.
Teria que obrigatoriamente que incluir os Rolling Stones, ou não ?

3:26:00 da manhã  
Blogger Björn Pål disse...

Nop.
O que está em análise é a influencia desses albuns no panorama da indústria musical actual.Seja lá porque critérios decidiram.
Pessoalmente nunca gostei do trabalho do zappa mas ele influenciou um bom número de artistas actuais, mas todos eles praticamente ditos "independentes" e como tal praticamente irrelevantes para a tal de indústria.
Se calhar os mais sonantes serão o Mike Patton, talvez o Josh Homme dos Queens Of The Stone Age.
Gostar muito de um artista - mainstream ou um qualquer obscuro com uma missão - não faz com que ele seja "influente"

9:00:00 da manhã  
Blogger jorge disse...

Desculpa, Björn, e só no que a Frank Zappa diz respeito: sem ele, seria extremamente diferente o panorama do rock'n'roll porco (tudo desde Bloodhound Gang até os nossos Ena Pá 2000), do rock a dialogar com música contemporânea (Sonic Youth, Mike Patton, Yo La Tengo), do rock politicamente incorrecto (Dead Kennedys, Jello Biafra). Se a dificuldade estava em escolher um disco, escolhesse-se o primeiro, o Freak Out - na altura, as vendas não devem ter sido muito diferentes do Velvet Underground & Nico e, na verdade, o Zappa sempre reclamou que esse é que tinha sido o primeiro álbum conceptual de sempre...

11:48:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009