Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

o candidato cavaco

Na entrevista de ontem à TVI, Constança Cunha e Sá feriu o coração da retórica de campanha de Cavaco Silva: a mansidão, que o candidato arma como um lençol à frente da cara e que treme de cada vez que se põe em causa os seus mandatos como primeiro-ministro, que treme quando lhe foge a língua para a verdade e diz "em lugar de andar com retórica aqui e acolá, vou continuar a empenhar-me em explicar aos portugueses porque razão decidi candidatar-me à Presidência da República. Vou perder, perdão, ganhar todo o meu tempo a explicar essas razões aos portugueses", que lhe treme sempre que se protege por trás de uma estranha ética de silêncio, inventada de propósito para uma campanha em que Cavaco, já se sabe, não vai pôr em causa nada nem ninguém, deixando as inevitáveis e calculadas rupturas para depois das eleições. Cavaco, por enquanto, esforça-se por ser o candidato de todos os portugueses, mas prepara-se para ser presidente de uma só república: não a portuguesa, não a do PSD, mas a do próprio Cavaco.

3 Comentários:

Blogger José Ames disse...

Grande entrevistadora, de facto!
Expôs a enorme fragilidade do candidato
que não pode ser ele sem estragar o "make up".

3:01:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

muito bem sr. nande, fale de política porque assim além de cair nas graças do sr paulo querido é assumidamente um intelectual.

5:21:00 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Já reparei que é anti cavaco. Pois muito bem, ou muito mal, talvez goste do avô Soares, que senil manda diariamente perolas como a que lançou na casa da musica, dizendo que as derrapagens nos orçamentos das obras publicas não são importantes... importante na sua prespectiva são as ideias!!!
Creio que com isto está tudo dito! Trata-se de um irresponsável sénior, que durante a vida não fez outra coisa senão "habilidades" e sempre f.... Portugal com classe saloia, dando a imagem de que era o homem da liberdade. lembrem-se do que fez quando foi primeiro ministro.
São destes habilidosos que devem ser corridos da politica.
Urbano

1:39:00 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009