Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

notas sobre cinema 7

É verdade, estes filmes, nomeados para os prémios da Writer's Guild of America, vêm todos de produtoras independentes ou de subsidiárias de baixo orçamento dos grandes estúdios. O que quer isso dizer? Os grandes filmes não têm bons argumentos? É provável, mas não podemos esquecer que muitos dos que hoje consideramos bons argumentos vieram dos grandes filmes dos grandes estúdios. Não precisava de ir mais longe do que Billy Wilder. O medo de arriscar narrativamente em blockbusters (que, para um argumentista profissional, deveria ser um modelo de produção com critérios de exigência próprios e tão respeitável e exigente como outro qualquer) é explicado bem por John August: estamos a falar de investimentos de milhões de dólares e isso importa na disposição para o risco das produtoras. Mas, já agora, lembremos que os blockbusters nasceram com "Tubarão", que não é de todo um filme mal escrito ou pouco original; que se incrementaram para o grande público de modo incontornável com "A Guerra das Estrelas", obra complexa com referências múltiplas; que surgiram no seio criativo dos movie brats, admiradores e cruzados americanos da Nova Vaga francesa; que ao Coppola da fase grandiosa nunca foi exigido menos (os Padrinhos e Apocalipse Now foram enormes êxitos de bilheteira); que, ao longo dos anos, resultaram de reformulações de filmes com mérito como "Rocky", "First Blood" (ler Práctica del Guión Cinematográfico, de Bonitzer e Carrière) ou "Die Hard"; e que ainda hoje as casas-mães não são indiferentes ao que as filiais rebeldes vão fazendo. Ao fim e a cabo, os filmes ou são bons ou são menos bons, e para isso o mais importante não são os production numbers.

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009