Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

o livro

Pessoalmente, o culto à volta de Robert McKee e do seu Story sempre me irritou um pouco. Não gosto de gurus, muito menos de charlatães. A Creative Screenwriting tem as páginas pejadas de anúncios de tipos que sabem "mesmo aquilo" que um argumento precisa para ser comprado por milhões e milhões de dólares. Ao fim e ao cabo, é uma lotaria: "já aconteceu, porque não me pode acontecer a mim"?

Por isso, até chegar à leitura de Story, foi preciso vir o Adaptation, que me pôs a pensar. Teria de haver alguma coisa que levasse o turvo Charlie Kaufman a meter o próprio McKee como personagem (aliás, numa grande interpretação de Brian Cox). E era verdade: não há um pingo de charlatanice no livro, que se aguenta na leitura como uma obra simultaneamente prática e de referência. Simpatiza-se com McKee logo quando diz que "Story é sobre arquétipos, não estereótipos", distinguindo-se assim de correntes mais à Syd Field (o grande teórico do guião convencional da actual Hollywood: tipo, primeiro plot point tem de acontecer na página 27 e coisas do género). McKee orienta e não estrangula, fazendo uso de um grande leque de referências culturais (de Aristóteles a Seven) e listando uma série de conceitos-chave que convém ter presentes aquando da construção prática da narrativa.

Story, no que me toca, tem-me ajudado a concentrar com maior eficácia no conflito, levando-me a pensar em aspectos diferentes das personagens para além do jogo de espelhos e da referência sintática. No fundo, permite-me libertá-las sem que me fujam. A estrutura fica mais centrada nelas, mas McKee põe a ideia de conflito a servir a progressão narrativa na forma de insatisfação (intervalo objectivos-sucessos), o que ajuda o interesse e garante ritmo.

Portanto, forma narrativa, sim, mas sem preconceitos. McKee tem-me convencido. Quando chegar ao fim do livro, logo digo se o conseguiu sem reservas.

1 Comentários:

Anonymous Socorro Acioli disse...

Excelente comentário.Ando querendo fazer o curso do Robert McKee, mas antes preciso aprender a ganhar dinheiro com roteiros e literatura...

12:57:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009