Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

o meia hora

Desde que li a notícia do lançamento que estava curioso sobre o Meia Hora, o gratuito que lançou hoje o seu número 1: como é que se materializaria a ideia de "gratuito de referência"? Até agora, era óbvio que quem lesse o Metro ou o Destak não deixaria de ler o Público e o DN (já não era tão claro que não deixaria de ler o 24 Horas). Mas conseguiria o Meia Hora satisfazer as necessidades do leitor médio dos diários, por assim dizer, sérios?

Sim e não. O jornal está bem conseguido e não engana ninguém com o grafismo, muito próximo do do DN e do do novo Público. No entanto, percebe-se que o tamanho reduzido impele o Meia Hora à brevidade e concisão. Isto não é mau. O conteúdo é sério e bem escrito, sem banha, tal como se deseja para um conteúdo a ler durante viagens em transportes públicos ou, no geral, durante os intervalos da vida urbana. Por outro lado, deixa entrever o que poderá ser uma distribuição de tarefas e de conteúdos entre imprensa tradicional e esta nova imprensa: os gratuitos são bons no sumário, os pagos são bons no desenvolvimento. Parece anunciar-se um crescimento do jornalismo de investigação, do dossier, na imprensa tradicional, ficando as notícias breves para os gratuitos. Se perceberem isto, o Público e o DN não têm nada a perder. E, já agora, uma ideia: porque não um diário que distribua duas versões, uma gratuita com artigos breves e outra paga com os artigos desenvolvidos? Não teriam as duas muito a ganhar com este sistema?

1 Comentários:

Blogger emot disse...

Gostei da tua sugestão. Teriam a ganhar bastante. Mas o problema é que o risco ainda seria grande, especialmente em Portugal, porque, parecendo que não, a maioria prefere ter o conteúdo gratuito, mesmo que não seja tão elaborado.

Também gostei do Meia-Hora no geral. Embora ache que ainda tem um caminho a percorrer e pode ser bem melhor.

Abraço!
João Tomé

11:30:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009