Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

"Lost in Translation"

Apenas uma breve reflexão: "O Amor é um Lugar Estranho", título em português de Portugal (porque em português do Brasil é, muito bergmaniamente, "Encontros e Desencontros"), é um título ligeiramente ao lado do que o filme fala, ou melhor, que quer assumir algo que o filme nunca assume, porque não é isso que lhe interessa. Assiste-se a um ritual de aproximação entre duas pessoas (a que não seria tresloucado ligar a vontade de criar contacto com as manas Lisbon dos adolescentes de "The Virgin Suicides") que nunca se quer como amor. O filme inventa um lugar que não é exclusivo do corpo ou do sentimento, e por isso Tóquio, ou a condição para o ser estrangeiro, surge como lógico. E recordou-me muito "My Fair Lady", ou seja, interessa mesmo saber se Eliza e Higgins se tornam casal romântico?

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009