Este blog está encerrado.

O autor continua a publicar em http://jvnande.com.

Se quiser ler uma selecção de textos, clique aqui.

arlinda na berlinda

Em situações normais, não daria muita importância a Arlinda Mestre. Não é que tenha algo contra a mulher, nada disso; simplesmente, limitar-me-ia a saber o necessário para poder entender os mexericos que se adivinham sobre a afamada quinta, e pronto, chega, vai lá, Arlinda, à tua vida.

Mas, há algumas semanas, o telejornal da Sic, ainda antes da Tvi, anunciou Arlinda a Portugal como um exemplo, como alguém que ultrapassou uma infância infeliz e uma temporada na prisão e se tornou uma fotógrafa popularíssima em França, uma socialite de primeira linha, uma cantora e fotógrafa talentosa. Estranho: nunca tinha ouvido falar da senhora como fotógrafa, muito menos como cantora. Perguntei a conhecidos, principalmente àqueles que já viveram em França e podiam ter conhecimento de insider, se sabiam de algo. Nada, Ninguém tinha ouvido falar da Arlinda.

O caso começou a intrigar-me, até porque a história da mulher começou a propagar-se um pouco por todo o lado, não só na informação sensacionalista (Tvi incluída), mas também no Expresso, que, em estratégia conhecida e beneficiada pela inclusão no mesmo grupo de comunicação que a Sic, tinha sido o primeiro a dá-la (ou que a relançou - segundo Luís Ene, a Grande Reportagem já falava no caso em 2004).

Fiz então uma busca no Google (no google.fr, para não haver dúvidas). Resultados curiosos: para além do site de Arlinda, onde se mostram alguns exemplos de trabalhos fotográficos que me parecem algo repetitivos e, a momentos, demasiado ingénuos, e algumas opiniões em blogs - mas nunca anteriores à notícia ou do Expresso ou da Sic -, restam apenas algumas referências à venda on-line e ao lançamento do seu livro "Eden" e de um disco, bem como um singelo pedido de informação num fórum.

Ou seja, se Arlinda Mestre é popular em França, não o é nem entre a comunidade portuguesa, nem entre utilizadores de internet. Tudo isto cheira demasiado a charlatanice e a golpe publicitário metidos em Mala de Cartão, principalmente se tivermos em conta que poucos dias passaram até que se soubesse que Arlinda integraria o elenco da nova Quinta das Celebridades. No fundo, não é nada de surpreendente - mais um padrão erguido no caminho da informação-espectáculo. O que é extraordinário é que órgãos de comunicação como a Sic (nem falo da Tvi, que já se sabe, nem do Expresso, cuja reportagem não li) sirvam tão impunemente como peões neste joguete, perpetuando uma história mal contada e colando rótulos com tanta certeza a alguém - com base em quê? Nas palavras de própria Arlinda? O que aconteceu foi um momento de pessimo jornalismo, que serviu apenas para enganar o público pouco esclarecido da imprensa e programas cor-de-rosa. E não são coisas como esta, pequeninas, a que ninguém liga, que nos vão afundando lentamente na areia movediça?

1 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

foi engraçado encontrar o seu blog, logo a seguir a ter visto no Site Olhares uma galeria da Arlinda.
Como fotógrafo , só posso estar mais de acordo consigo, nunca tinha visto imagens da Arlinda enquanto fotógrafa, mas conhecendo a exigência francesa pela arte , a Arlinda só deve ter exposto para os amigos e deve ter recebido muitos aplausos que a convençeram que arte fotográfica é aquilo que ela faz...coitada!!! não tem sentido de estética algum e limitasse a ser como as outras milhares de pessoas que tem uma máquina fotográfica para mais tarde recordar. O que mais me envergonha enquanto fotógrafo profissional é que a Arlinda se autodenomina Fotógrafa Portuguesa Internacional, xiiii!!! espero que ninguém a leva a sério senão...é a nossa reputação cai de rastos... Filipe

10:53:00 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home

« Home | Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »
| Próximo »


jorge vaz nande | homepage | del.icio.us | bloglines | facebook | e-mail | ligações |

Novembro 2003 Dezembro 2003 Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009